<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d1683737356227611907\x26blogName\x3drulote\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://rulote.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://rulote.blogspot.com/\x26vt\x3d-1687760607276517664', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡ 15.1.10

O Princípio da Segunda Volta de Incerteza

Estamos no arranque da segunda volta do campeonato e, apesar do meu empenho em fazer coincidir os meus picos de capacidade analítica com os 90 minutos em que a equipa do Porto faz o favor de se encontrar com outras agremiações do mesmo ramo de actividade, ainda não consegui perceber se o Belluschi é bom ou mau futebolista. Também se pode dar o caso de estarmos perante um desses médios médios, mas aprofundar esta hipótese seria fugir ao problema. Julgo que ele é o tipo de jogador que, não entusiasmando nem se afundando em más decisões, tem, como suprema característica, a habilidade para nos alimentar uma dúvida permanente entre o insulto e a vénia ao seu trabalho; uma dúvida muito útil para quem persegue uma carreira longa no desporto de alta competição bem remunerada, mas não tem a sorte de poder contar com o talento do empresário de Abel Xavier. É triste porque queremos assobiar Belluschi mas temos medo que ele acabe como estrela do Sevilha, daqui a dois anos. Durante toda a primeira parte, desejamos vendê-lo sem demora ao Sporting, e aos 56 minutos ele faz um remate à barra que nos empolga (só um bocadinho). Tudo isto irrita-me profunda e solenemente. Poderia ser pior, conhecesse eu outros tipos de irritação disponíveis. Até à data, 15 de Janeiro de 2010, só me foram apresentadas estas duas: as irritações profundas e as irritações solenes, o que me facilita muito a vida no planeta.

0 Comments:

Enviar um comentário

<< Home