<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d1683737356227611907\x26blogName\x3drulote\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://rulote.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://rulote.blogspot.com/\x26vt\x3d-1687760607276517664', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

≡≡≡≡≡≡≡≡≡≡ 12.12.10

Embrulha

Já aqui contei que, na manhã seguinte ao Porto 5 Benfica 0, por limitação do campo de escolhas e contra todas as forças da natureza que costumam governar os meus impulsos, adquiri um exemplar do jornal «A Bola». Apesar da experiência não ter sido famosa, guardei esse exemplar com grande carinho, numa gaveta do aparador, e agora, enquanto vocês (as cigarras) precisam de comprar folhas de papel verde-pinheiro ou vermelho-vale-e-azevinho, recorrendo às poucas papelarias de bairro que a crise não dizimou, a formiga Daniel pode estender as patinhas à lareira, ao mesmo tempo que executa o embrulho de certos e indeterminados presentes de Natal com páginas de um azul implícito e surpreendentemente adequado a esta quadra. Uma opção que, convém sublinhar, poderá ser entendida, pelas pessoas em geral e, sobretudo, pelas pessoas concretas, como uma infame e despropositada provocação mas que, no fundo, no fundo (o Natal convida a que abandonemos a superficialidade), ambiciona apenas a salvação do planeta através de um requintado plano de reciclagem da alegria. Apelo à compreensão de todos e ao calor dos vossos corações.

0 Comments:

Enviar um comentário

<< Home